Post AD

Escolha a sua estação de trabalho

Existem inúmeros programas para gravação, edição e mixagem de áudio e para a produção de música com instrumentos virtuais. Mesmo assim, só alguns merecem o título de ‘digital audio workstation’ (DAW) ou estação de trabalho de áudio digital. Desse grupo, cinco aplicativos têm as ferramentas, a tradição e o reconhecimento do mercado que os tornam uma elite entre os programas musicais. São os veteranos Logic Pro, da Apple; SONAR, da Cakewalk; Pro Tools, da Avid; Cubase, da Steinberg; e o mais jovem Live, da Ableton.
Esses cinco programas dividem a atenção da massa de produtores musicais, técnicos de áudio, músicos, compositores e outros profissionais e amadores ao redor do mundo.
Não nos esquecemos de programas como Acid (Sony), Ardour (The Ardour Community), Audacity (Audacity Team), Audition (Adobe), Fruity Loops (Image-Line), Garage Band (Apple), Nuendo (Steinberg), Reaper (Cockos), Reason e Record (Proppellerhead), Samplitude (Magix), SAWStudio (RML Labs), Sequoia (Magix), Sound Forge (Sony), Studio One (PreSonus), Vegas (Sony) e WaveLab (Steinberg).
É claro que também podemos produzir com qualquer um deles, como, aliás, já se produziram grandes obras primas com gravadores de fita de dois ou quatro canais e hoje são feitos trabalhos muito interessantes até em simples celulares.
Alguns destes outros programas podem ter função acessória, complementando o trabalho feito na estação de trabalho. Por exemplo, temos o recurso de editar o áudio do SONAR no Sound Forge ou no WaveLab.
Mas, seja devido à riqueza de recursos de MIDI ou de áudio, a compatibilidade com os mais avançados plug-ins de efeitos ou instrumentos, a sincronização através do recursorewire com programas especializados como Reason e Live, seja pela estabilidade ou pela própria tradição, são aqueles cinco que dividem os corações e as mentes de cerca de 99% do público ligado em criação, gravação e produção musical.
Em comum, eles apresentam gravação multipista, sequenciamento MIDI de instrumentos virtuais e eletrônicos, plug-ins de efeitos e instrumentos, edição destrutiva e não destrutiva do áudio, efeitos em tempo real, compatibilidade com plug-ins de terceiros e com programas escravos de rewire, edição de partituras, pista de vídeo para sonorização sincronizada, mesa de mixagem com automação, janelas de edição de áudio, loops e MIDI.
Vejamos as principais características de cada um desses programas e suas principais diferenças. Afinal, a maioria de nós vai produzir usando somente um deles, acompanhado apenas de plug-ins de efeitos sonoros e instrumentos virtuais.
SONAR
Cakewalk SONAR 
O SONAR é uma das mais populares estações de trabalho. Existe desde 2001, herdeiro do antigo Cakewalk Pro Audio. Ele se beneficiou do fato de sua versão ancestral, o Cakewalk, ter nascido no MS-DOS e evoluído junto com o Windows.
Com ferramentas de ponta para a criação de música, é o único dos cinco programas deste artigo que só roda em Windows. Tem uma interface mais amigável que a média desses aplicativos, com vários recursos para automatizar suas funções que simplificam toda a operação, liberando a criatividade.
O SONAR X1 tem recursos abrangentes de gravação para atender as necessidades de uma execução solo, uma banda ou até mesmo uma orquestra. Ele tem ferramentas de precisão para edição de áudio. Se você está editando áudio ou MIDI, é fácil fazer edições e corrigir problemas.
O motor de ponto flutuante com precisão dupla em 64 bits permite que você realize mixagens com grande clareza de som usando um conjunto de efeitos e ferramentas de mixagem com inúmeras possibilidades de endereçamento.
O polimento final das faixas pode ser feito com efeitos projetados especificamente para masterização. O SONAR X1 tem várias opções para colaborar com outros estúdios e é capaz de finalizar os arquivos em diversos formatos para CD, vídeo, som surround e para a internet.
Logic
Apple Logic Pro
Após migrar, desde os anos 1980, entre várias plataformas (Atari, Amiga, Mac e Windows), o veterano Logic foi adquirido pela Apple há uma década e, desde então, só roda em Mac.
Feito para os músicos, o Logic Pro reúne todas as ferramentas de edição e navegadores de conteúdo em uma única janela. E você pode personalizar as áreas da barra de ferramentas e de transporte com as ferramentas e controles que você usa com mais frequência. A importação seletiva de pistas permite que você rapidamente reutilize suas gravações favoritas e configurações de outros projetos.
O navegador Apple Loops tem mais de 15.000 loops em categorias como instrumentos, gêneros e climas. Escolha um e ele automaticamente se ajusta ao ritmo e ao tom do seu projeto. Poderosas ferramentas de ajuste de tempo, como Flex TimeVarispeed Audio Quantize, permitem que você corrija o tempo de uma apresentação inteira. É possível transferir a sensação rítmica de uma faixa para outra.
O pacote Logic Studio inclui o Logic Pro, o MainStage, para shows, o Wave Burner, programa completo para masterização, o Soundtrack Pro, programa de áudio para edição de vídeo, 40 instrumentos, 80 efeitos, o Compressor 3.5, o Impulse Response Utility, o Apple Loops Utility e o QuickTime Pro.
Cubase
Steinberg Cubase
O Cubase é, talvez, o programa mais popular do mundo para compor, gravar e mixar música. Desde 1984, a Steinberg desenvolve ferramentas para criação musical.
O VST (Virtual Studio Technology), padrão de gerenciamento de mídia desenvolvido pela Steinberg, compatibiliza e acelera o funcionamento de inúmeros plug-ins de efeitos e instrumentos com as estações de trabalho e logo se tornou líder de mercado, adotado por diversos concorrentes.
O controlador ou driver ASIO (Audio Stream Input/Output) é a espinha dorsal do VST, suportando variadas taxas de bits e amostragens, operação multicanal e sincronização.  O sistema tem baixa latência, alto desempenho, é fácil de configurar e estável para gravação de áudio com VST. As placas de som com driver ASIO são as mais indicadas para o Windows.
HALion, Sonic SE, Amp rack, Prologue, Spector, Mystic, Embracer, Monologue, Groove Agent ONE, Beat Designer, LoopMash e mais de 60 efeitos de áudio são algumas das poderosas ferramentas acessórias do Cubase. Ele incorpora detecção de tempo, quantização de áudio e funções de substituição de bateria.
A edição de partituras é completa e com resultados profissionais. O VST Expression inova ao trabalhar com diferentes articulações instrumentais diretamente na nota no editor de partituras. A edição de trilhas sonoras para vídeo é muito facilitada e o gerenciamento de memória com o apoio nativo de 64 bits facilita a vida de compositores que manuseiam orquestras virtuais complexas.
Diferentes ferramentas e modos de gravação permitem que você gerencie múltiplas tomadas e encontre a melhor gravação em um instante. Devido à função integrada de pré-gravação de áudio, você não vai perder um único take, mesmo quando se esquecer de ativar a função de gravação. Com os Track Edit Groups ou grupos de edição de pistas, eventos relacionados em várias pistas são amarrados juntos e podem ser editados de uma só vez, economizando tempo no estúdio.
O Cubase roda em Mac OS X 10.6/10.7 com processador Intel ou emWindows 7 com processador Intel ou AMD e interfaces compatíveis com CoreAudio (Mac) ou ASIO (Windows).
Live
Ableton Live
O Live é para fazer música, para a composição, a criação de canções, a gravação, a produção de remixes e apresentações ao vivo. O fluxo intuitivo e não linear do Live, ao lado da poderosa edição em tempo real e opções flexíveis de desempenho, fazem dele uma ferramenta de estúdio exclusiva e um favorito entre os artistas ao vivo.
A janela Session View é uma grade única para gravação e reprodução de ideias e frases musicais. A exibição da sessão é não linear, assim você pode gravar e reproduzir suas ideias na ordem que quiser. Quando você está trabalhando em uma nova faixa, esta é uma maneira inteligente e flexível para escrever e gravar. Se estiver executando a música ao vivo, você tem total flexibilidade e liberdade para improvisar.
A tela Arrangement View é mais voltada para produções de arranjos e mixagem da maneira tradicional. Essas duas visões interagem uma com a outra, cada uma com suas próprias forças e complexidades.
No Live, você nunca tem que parar a música. Grave áudio e MIDI em tempo real, acione loops e samples, adicione efeitos e troque os sons sem nunca apertar o botão de parada: tudo acontece em tempo real. O conceito dele é que você é livre para improvisar e o computador torna-se realmente um instrumento musical, uma ferramenta expressiva e criativa, perfeitamente à vontade no palco ou no estúdio.
O Live funciona perfeitamente com os controladores em hardware e a atribuição de controles MIDI personalizados é simples. Suporta AIFF, WAV, MP3, Ogg Vorbis, REX e FLAC, efeitos e instrumentos VST e AU. Live é executado como um mestre ou escravo de ReWire e, por isso, funciona muito bem ao lado de outros programas como o Pro Tools, o Logic ou o Cubase.
Pro Tools
Avid Pro Tools
Quebrando uma longa tradição de compatibilidade exclusiva com seu próprio hardware, recentemente o Pro Tools se abriu para a maioria das interfaces do mercado, seguindo a tendência geral de sistemas abertos. Seu desempenho, contudo, é muito favorecido pelo processamento adicional encontrado no hardware da própria Avid.
Ele roda em interfaces Avid como as Mbox de segunda ou terceira geração, as M-Audio e qualquer interface compatível com ASIO e Core Audio. Grava em alta resolução de áudio de até 32-bit/192 kHz com baixa latência, desde que com computadores compatíveis. Os plug-ins aceitos são das tecnologias RTAS e AudioSuite.
Crie e produza com 70 efeitos, instrumentos virtuais e performances MIDI com o MIDI Editor. Ou componha uma música usando as ferramentas de notação no Sibelius, o editor de partituras incluído. Com Elastic Time, você pode mudar o tempo ou o andamento de qualquer trecho de áudio. E, com Elastic Pitch, você pode corrigir notas erradas, criar harmonias e clips com transposição em tempo real sem alterar o ritmo.
Com a versátil ferramenta Beat Detective você pode corrigir rapidamente problemas de atraso em várias faixas ou alterar a sensação de uma batida para obter um groovediferente. Você pode até extrair o groove de um toque de tambor e aplica-lo à parte do baixo.
Conclusões
Cada uma das opções tem uma vocação e um estilo. O SONAR é focado na simplicidade de operação para usuários de Windows. O Live, na produção em estúdio voltada para o desempenho ao vivo e no trabalho do DJ.
O Cubase tem uma imensa variedade de recursos e ferramentas de edição de áudio e MIDI. O Logic, embora riquíssimo em recursos, tem se voltado mais e mais para a simplicidade de operação no Mac.
Finalmente, o Pro Tools, aproveitando a reputação adquirida por seu homônimo mais poderoso, o Pro Tools HD, que conquistou os estúdios comerciais de gravação com seus rituais de endereçamento old school, vem tentando recuperar o terreno entre os músicos independentes ao incorporar a edição de partituras e se abrir para as placas de som mais diversas.
Procure conhecer em detalhes cada estação de trabalho e faça uma boa escolha!
Sergio Izecksohn
Share on Google Plus

About Wiliam Damasceno

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

0 comentários: