Post AD

Sem Audio, mas Importante


Nos dias de hoje, quando tanto se fala em “contenção”, fica difícil encontrar uma explicação para o sucesso de alguns empresários. Muitas empresas estão realizando cada vez mais cortes em custos e pessoal, enquanto outras poucas estão expandindo negócios, abrindo filiais, explorando novos rumos. Qual seria então a explicação para tal fenômeno? Sorte? Predestinação?

Muitos são os fatores que diferenciam uma história bem sucedida de outra não tão feliz, mas no centro da questão, em 90% dos casos está sempre o mesmo fator: o “PLANEJAMENTO”.

Nove entre dez empresários bem sucedidos afirmam que a razão de seu sucesso vem do fato de que eles sempre souberam onde queriam chegar e que a definição de metas claras e realistas permitiu-lhes determinar estratégias adequadas para trilhar um percurso rumo aos seus objetivos. Não estou dizendo com isto que não é permitido sonhar, mas sim que é preciso muito foco, dedicação e persistência para que seus objetivos possam ser atingidos.

Se você ainda não tem certeza para onde está guiando seus negócios, pare, respire e repense algumas de suas atitudes até então. Eis algumas etapas que podem ajudá-lo a redefinir sua trajetória:

1 - Definição de Objetivos: Você já imaginou onde e como estará o seu emrpreendimento daqui a 1, 2, ou 5 anos? É claro que sim! Então não perca tempo, coloque agora mesmo suas idéias no papel. Materialize seus sonhos. Discuta-os com seus funcionários, agregue aos seus objetivos as idéias e objetivos deles também. Eles contribuirão muito mais ao saber que as idéias e sonhos deles também são levados em conta. Sonhe junto com eles e você terá não só uma definição mais clara dos objetivos como também fortes aliados.

2- Metas: As metas são os caminhos intermediários para se atingir um objetivo. Definir metas é traçar previamente quais serão os pontos pelos quais se deve passar para chegar à conclusão de um objetivo. Muitos comerciantes costumam confundir metas com “cotas”. Metas dizem muito mais do que simples quantias a se atingir. Elas são desafiadoras. Quando você simplesmente determina uma cota seu funcionário passa a trabalhar com o foco voltado para a bendita quantia. Em vez de algo desafiador a cota acaba virando um inimigo o qual ele não vê a hora de eliminar, ignorando assim outros aspectos importantes durante o trajeto. Determinando metas você pode propor desafios como os de atingir determinado montante em vendas através de uma série de idéias interligadas, como: a importância do trabalho em equipe, o respeito e garantia da satisfação do cliente e outros valores estabelecidos por toda a equipe.

As metas podem ser coletivas como também individuais. Incentive seus funcionários a fazer uma análise de seus prós e contras e definir algumas metas em busca de seu aprimoramento individual. Faça-os registrar estas metas para que, quando superarem estes desafios, possam sentir-se motivados ao saber que ultrapassaram obstáculos. Aconselhe-os a definir metas realistas sem ignorar ou tentar superar o tempo mínimo necessário para tal. A frustração causada pelo sentimento de fracasso pode gerar um desconforto contínuo e uma desmotivação que pode por em risco a continuidade do processo.

3- Estratégias e Posicionamento: As estratégias são o conjunto de atividades a serem realizadas para que suas metas possam ser atingidas e, por conseqüência, seus objetivos alcançados. Elas devem estar baseadas no POSICIONAMENTO da empresa, para que possam ser mais coesas e oferecer algo mais do que simples ações isoladas. POSICIONAMENTO é, literalmente, qual posição a empresa toma frente ao mercado. Existem diversos posicionamentos a serem adotados. Uma empresa pode optar, por exemplo, pelo posicionamento pelo preço (Sempre o menor preço, ou o melhor custo benefício ou ainda preço Premium por oferecer produtos da mais alta qualidade), ou pelo posicionamento pelo serviço (o melhor atendimento do mercado, ou talvez a maior comodidade para o cliente ou até mesmo o atendimento mais rápido) outro posicionamento muito utilizado hoje em dia é o posicionamento por segmentação (a melhor loja em áudio, a melhor loja em instrumentos, a loja mais especializada no atendimento às igrejas, e diversos outros dos muitos segmentos de público-alvo).

É claro que, em alguns casos, os posicionamentos podem cruzar-se como, por exemplo: “O melhor atendimento com o melhor custo benefício”. Mas é necessário tomar alguns cuidados para não criar dentro de sua empresa uma grande Torre de Babel:
- Evite alegar dois ou mais benefícios que se contradizem
- Evite alegar um benefício que poucos clientes dão valor (ao menos que você queira especializar-se num segmento muito restrito)
- Evite alegar um benefício que as pessoas duvidem que sua empresa possa, de fato, oferecer.

Dentro deste panorama as estratégias serão as ações que irão refletir esse posicionamento. Se seu posicionamento é pelo melhor serviço, por exemplo, uma de suas estratégias deve ser, sem dúvida, investir no aprimoramento de seus funcionários para que eles possam sempre contar com informações e técnicas para uma melhor abordagem. Caso você opte pelo posicionamento pelo melhor preço, suas estratégias devem incluir além de uma boa base de negociação com seus fornecedores também um estudo de como otimizar seus custos, claro, sem desrespeitar os limites de sua equipe.

4- Ação: Um plano estratégico pode ser muito bem elaborado, mas se não contar com “ação” será nada mais que palavras ao vento. Colocar em prática um conjunto de estratégias não é tarefa das mais fáceis. Pelo caminho, você certamente encontrará resistência de alguns membros da equipe e outras dificuldades dos mais variados tipos. Porém a persistência e o pensamento em longo prazo devem ser seus maiores aliados se você não quiser perder sua credibilidade. Tenha confiança em suas determinações para que seus colaboradores possam ser contagiados pelo seu otimismo e força de vontade. Aos poucos todos estarão zelando pelo posicionamento e estratégias definidas.

5- Controle, Acompanhamento e Reconhecimento: Os sucessos, erros e acertos devem ser todos registrados com o fim de promover um controle exato de todo o processo, formando assim uma precisa base de dados para se consultar quando algumas estratégias precisarem ser reestruturadas ou repensadas. Faça do erro uma oportunidade de aprendizado. Acompanhe todas as conquistas de seu time. Esteja integrado. Não cobre seu colaborador de vestir a camisa de sua empresa se você mesmo não demonstra fazê-lo. Estabeleça horários para que vocês possam se reunir, mesmo que brevemente, para discutir o andamento do processo. Incentive a participação e reconheça o esforço e as idéias vitoriosas. Existem diversas formas de reconhecimento além das recompensas monetárias: folgas extras, promoções, divisão de tarefas, happy hours costumam ser outras opções que também incentivam a equipe.

Conseguindo adequar todas estas etapas às realidades de sua empresa você estará fazendo como as maiores empresas do mundo fazem: PLANEJANDO! Planejar não é tão difícil e inatingível como pode parecer. Busque forças em seus colaboradores, busque informações, busque aliados e, acima de tudo: nunca deixe de sonhar!
Renata Gomes é publicitária e mestranda em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Além de atuar como Gerente de Marketing no mercado musical, é consultora na área de gestão de processos de Branding e Marketing Estratégico.
Share on Google Plus

About Wiliam Damasceno

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

0 comentários: